O X Historicidades dos Processos Comunicacionais – Encontro de Grupos de Pesquisa Brasileiros ocorre nos dias 04, 05 e 06 de novembro de 2019, em Belo Horizonte.

O evento reúne pesquisadores vinculados a grupos de pesquisa dos programas de pós-graduação em Comunicação da UFBA, UFRJ, UFMG, UFPI, UERJ, USP, UFOP, UFRB e em Informação, Comunicação e Saúde, da Fiocruz.

Com o tema “Crise e Catástrofe nas Experiências Humanas do Tempo”, o X Historicidades discutirá as implicações conceituais e metodológicas de duas noções recorrentes a partir das experiências trágicas que se acumulam desde o início do século XX. No campo político, as duas guerras mundiais não cessaram as tensões entre os países, não somente pela polarização entre as potências que, imediatamente após o cessar fogo, entraram em guerra fria, como pelos diversos conflitos antes e após a desintegração da União Soviética, opondo países que a compunham, assim como as muitas guerras promovidas pelos Estados Unidos, sob diversos pretextos. Intolerâncias de diversos matizes, motivadas por xenofobia, racismo, misoginia, homofobia, sexismos outros, razões religiosas, dentre uma série de outras manifestações de ódio, colocam em risco vidas desprotegidas em todo o planeta. Desenvolvimentos científicos e tecnológicos, em suas ambiguidades e contradições, promovem soluções como o prolongamento da vida e confortos materiais, mas simultaneamente ameaçam a existência do planeta, de que são exemplos paradigmáticos desastres nucleares e o aquecimento global. As mídias são parte fundamental para compreensão dos modos como crise e catástrofe circulam socialmente, exigindo outras ordens de problemas conceituais e metodológicos.

O décimo encontro é promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCOM/UFMG), por meio da Linha de Pesquisa Textualidades Midiáticas e dos grupos de pesquisa Núcleo de Estudos Tramas Comunicacionais: Narrativa e Experiência e Ex-Press – Historicidades das Formas Comunicacionais.

A programação traz sessões de discussão de artigos elaborados pelos integrantes da rede, abertas à participação do público, e será realizada  no campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais, no auditório B107 do CAD III.

Campus Pampulha –  Universidade Federal de Minas Gerais 
CAD III – Auditório B107
R. Reitor Píres Albuquerque, Belo Horizonte – MG
 
 

PROGRAMAÇÃO

04/11 – segunda

14h – Abertura do X Historicidades

14h30 – A catástrofe como tragédia: da metonímia à sinonímia
Autores: Ana Paula Goulart Ribeiro; Alice Melo; Igor Sacramento e Wilson Bueno                                                                                              Provocador: Phellipy Jácome

15h10 – Catástrofe como gesto de instabilização do tempo Autores: Bruno Leal; Itania Gomes                                           Provocadora: Ana Regina Rêgo

Intervalo

16h20 – Crises como fratura no tempo: o cordel e o mercado editorial
Autores: Gislene Carvalho e Rafael Barbosa
Provocador: Thiago Ferreira

17h – Homofobia como catástrofe
Autor: Philippe Abouid
Provocador: Igor Sacramento

17h40 – Bichas daninhas e a heteronormatividade em catástrofe
Autores: Caio Cruz; Edinaldo Júnior e Felipe Viero
Provocadora: Fred Tavares 

Intervalo

18h40 – Distopia da ficção seriada: temporalidades e misoginia em The Handmaid’s Tale
Autoras: Patrícia D’Abreu; Ranielle Leal e Thalyta Arrais
Provocadora: Rachel Bertol

19h20 – Crises do tempo na apreensão da cidade
Autores: Flávio Valle; Luciana Amormino e Ravena Maia
Provocadora: Ana Paula Goulart Ribeiro

20h – Narrativas midiáticas sobre campos de concentração de crianças nos EEUU
Autores: Ana Regina Rêgo; Márcio Gonçalves e Marialva Barbosa Provocador: Elton Antunes

20h40 – Início programação paralela

05/11 – terça
(14h às 20h – Discussões de texto // A partir das 20h – Programação paralela)

14h – Escutas em catástrofe: a instabilidade das formas e experiências sonoras a partir do podcast e do audiolivro
Autores: Diogo França; Larissa Caldeira; Paula Janay e Rafael Barbosa                                                                                                        Provocador: Carlos Alberto de Carvalho

14h40 – Anacronias do rock: experiências e pequenas crises a partir da banda Vovó do Mangue
Autores: Jorge Cardoso Filho e Pedro Oliveira
Provocador: Rafael José

15h20 – Tempos enredados em “AmarElo”, de Emicida
Autores: Daniela Matos; Denise Prado; Francielle de Souza; Juliana Gutmann e Phellipy Jácome
Provocador: Márcio Gonçalves

Intervalo

16h20 – Jornalismo zonzo: a atuação do sujeito jornalista contemporâneo como atordoamento em certas formas de compreender o jornalismo
Autores: Igor Lage e Valéria Vilas Bôas
Provocadora: Felipe Viero

17h – Textualidades audiovisuais da cidade em crise: Tensões entre espaços e lugares nos filmes Aquarius, Inferninho e Paraíso Perdido
Autores: Flávio Valle; Nuno Manna e Rafael José
Provocador: Jorge Cardoso Filho

17h40 – Catastrofizando afetos e imaginários: narrativas audiovisuais do #15M e #26M em crise do tempo
Autores: Felipe Borges; Ìtalo Cerqueira; João Bertonie e Thiago Ferreira                                                                                                            Provocador: Flávio Valle

Intervalo

18h40 – Crianças trans youtubers: desestabilizações do tempo e do gênero nos fluxos audiovisuais
Autoras: Elisa Bastos; Isabelle Chagas e Jussara Maia
Provocador: Bruno Leal

19h20 – Masculinidades e territorialidades negras em crise: afetos, textualidades e disputas sobre os rappers Baco Exu do Blues e Djonga
Autores: Daniel Farias; Juliana Soares e Rafael Andrade
Provocadora: Gisa Carvalho

20h – Início da programação paralela

06/11 – quarta
(de 14h às 16h – Discussões de texto // de 16h30 às 20h – Reunião de avaliação e planejamento // A partir das 20h – Programação paralela)

14h – O ethos editorial da mídia impressa em contextos de crises políticas e institucionais: leituras temporais
Autores: Michele Tavares e Nilzângela Cardoso
Provocadora: Jussara Maia

14h40 – Aids e Hiv como acontecimentos catastróficos e o evitamento da catástrofe
Autores: Camila Franklin; Carlos Alberto Carvalho; Edison Mineiro; Izamara Machado; José Cirino; José Henrique Azevedo e Vinícius Ferreira                                                                                          Provocadora: Itania Gomes 

15h20 – Entre salto e sobressalto midiático: o tempo reincidente em “os sertões”
Autores: Fred Tavares, Rachel Bertol e Tess Chamusca  Provocador: Nuno Manna

Intervalo

16h30 – Avaliação e planejamento da Rede Historicidades